domingo, 10 de agosto de 2008

O que é Gênero Textual e O que é Tipo Textual???

Os alunos sempre fazem confusão entre gêneros e tipo.

Ops... afirmação incompleta! Nós ainda fazemos muita confusão. Estamos certos de que só existem os gêneros textuais do Domínio Discursivo Literário e, dessa forma, embolamos todo o meio de campo na hora de trabalharmos os gêneros.

Para que essa confusão seja desfeita, precisamos saber três coisas:

1 - Tipo Textual: é um construto linguístico, serve para a expressão da intenção discursiva e por isso sua ocorrência é limitada a 5 tipos: Argumetação, injunção, exposição, narração e descrição.

2 - Gênero Textual: é uma realização social, histórica e cultural, serve para realizar discursos dentro de uma forma estável, mas não definitiva, circula socialmente e determina a formatação do texto. São ilimitados, pois a medida que a sociedade necessita, novos gêneros são criados. Os gêneros aparecem na formatação oral ou escrita. Ex.: aula expositiva, blog, crônica, artigo de opinião, carta pessoal, e-mail, palestra, seminário entrevista, e por aí vai...

3 - Dominío Discursivo: Há sempre uma relação de linguagem e poder impressa nesses dominios, estabelce uma contextualização entre o emissor e o receptor. Ex.: Dominio Jurídico, Dominio Acadêmico, Domínio Familiar, Dominio Virtual, Domínio Literário, entre tantos outros

A partir dessas três designações, podemos fazer uma classificação tipológica das mais variadas ocorrencias discursivas:

Ex.:

Dominio Discurivo Literário
Gênero: narrativa de ficcão - Subgêneros - conto, crônica, Romance, piada, novela
Tipos textuais mais recorrentes: narração, exposição e descrição.


Dominio Disucursivo Jornalistico
Gênero: artigo de opinião, ensaio, entrevista
Tipos textuais mais recorrentes: narração, exposição, argumentação e descrição


Se fizermos uma enorme lista, perceberemos que os tipos não mudam, eles são fixos e podem estar combinados entre si dentro de um mesmo texto. Da mesma forma os gêneros podem interagir na construção discursiva de forma ocorra a intergenericidade.

3 comentários:

Elisete disse...

Realmente nós professores estamos equivocados sobre o conceito de gêneros e tipos textuais. Esse equívoco surgiu certamente dos livros didáticos adotados pelas escolas e que nunca passaram por uma análise crítica mais detalhada. Agora teremos a chance de analisar profundamente alguns livros didáticos e perceber que algumas teorias nem sempre dão conta de ensinar nossos alunos. Este curso de Alfabetização e Linguagem me fez perceber que é preciso correr atrás do conhecimento em busca do caminho certo a percorrer.
Que nosso segundo semestre seja tão bom quanto o primeiro. Abraços.

suellem disse...

eu tinha uma prova hj e preocurei isso pra ver se me ajuda melhor e realmente vai funcionar valleu

victoriabandeirahenriques disse...

para que serve generos textuais tenho um trabalho para hj